sexta-feira, março 23

TORRENT 2012


* A Dama de Ferro: A história da vida da figura política feminina mais forte do século XX e, sem dúvida, uma das mais relevantes de toda a história do Ocidente, é contada de forma não-linear. Dividido em três grandes períodos (ou fases) - velhice (demência), juventude, e ápice da atuação política - que vão e vêm na progressão da narrativa, o filme cunha uma visão majoritariamente positiva de Margaret Thatcher, como desbravadora de novas possibilidades, íntegra e firme. Primeira mulher líder de governo da Europa, sabemos bem que ela sempre representou os interesses conservadores (que privilegiam determinado funcionamento da economia em detrimento do bem-estar social), principalmente durante os onze anos em que foi primeira-ministra do Reino Unido, e grande aliada do presidente norte-americano Ronald Reagan. O filme destaca a revolta e as manifestações da população contra as sanções econômicas por ela impostas e sua atuação no episódio da Guerra das Malvinas, contra a Argentina. É uma produção correta e bem sucedida em sua proposta de retratar a vida da 'Dama de Ferro', alcunha amplamente incorporada conferida a Thatcher por conta das características de sua atuação política. Nada mais do que isso.
Ganhou o Oscar em duas categorias: o já esperado prêmio de melhor atriz para Meryl Streep e o de melhor maquiagem, que, sim, foi corresponsável por imprimir na tela as nuanças da bela interpretação daquela trajetória pela atriz.
Biografia
Site oficial

The Iron Lady
dir. Phyllida Lloyd
roteiro: Abi Morgan
Reino Unido/França, 2011
105 min.
Trailer

Nenhum comentário: